07/12/2020
OAB-PB realizará desagravos púbicos em favor de advogados de Marizópolis e Cajazeiras


OAB-PB realizará desagravos púbicos em favor de advogados de Marizópolis e Cajazeiras

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), realizará desagravos públicos em favor dos advogados Francisco de Assis Fernandes de Abrantes e Francisco Evangelista Nobre da Silva, que tiveram as suas prerrogativas profissionais violadas durante o exercício da profissão.

No caso de Francisco Abrantes, o desagravo será realizado nesta quarta-feira (09) em frente à Câmara Municipal de Marizópolis, Sertão paraibano, a partir das 16h00. O ato será contra um vereador da cidade, que agrediu verbalmente o advogado, quando do exercício da função de procurador da Câmara Municipal, no último mês de fevereiro, em sessão daquela Casa.

O vereador, apesar de ter tido um requerimento seu aprovado pela Câmara, ficou insatisfeito pelo simples fato de que o mencionado requerimento não teria sido lido na íntegra na sessão.

Diante disso, iniciou um ataque pessoal ao procurador Francisco Abrantes, que estava no exercício de sua profissão. O referido advogado, por respeito à Casa Legislativa e aos demais vereadores, sequer respondeu às agressões do citado vereador.

Já o desagravo em favor de Francisco Evangelista será realizado na próxima quinta-feira (10), a partir das 09h00, em frente ao batalhão da Polícia Militar da cidade de Cajazeiras, também no Sertão. Neste caso, o ato será contra um tenente da PM, que no último mês de novembro agrediu, física e verbalmente, o advogado durante uma blitz da polícia, no bairro Vila Nova.

Segundo relato do advogado, ele e seu irmão estavam na calçada da casa de sua mãe, observando a blitz, quando foi abordado violentamente pelo PM, mesmo tendo se identificado como advogado e apresentado a carteira da OAB. Francisco relata que o tenente colocou uma pistola na sua cabeça, jogou sua carteira no chão, chutou seus calcanhares e o chamou de vagabundo. “O abuso policial teve o claro propósito de vilipendiar publicamente o mumus de advogado”, afirma Francisco.

O presidente da OAB-PB, Paulo Maia, destaca que a Seccional “jamais vai aceitar violações das prerrogativas e estará presente em qualquer região do estado para defender os direitos da sociedade e dos advogados”.