07/10/2019
Blitz das Prerrogativas identifica captação de clientela e exercício ilegal da advocacia em São Bento


Blitz das Prerrogativas identifica captação de clientela e exercício ilegal da advocacia em São Bento

A Subseção de Catolé do Rocha realizou, nesta segunda-feira (07), na cidade de São Bento, juntamente com a Polícia Militar, uma Blitz das Prerrogativas da OAB com a finalidade de apurar denúncias ocorridas na cidade no tocante à captação de clientela e exercício ilegal da profissão. “A Blitz tem o intuito de coibir crimes que venha a afetar o bom trabalho da advocacia”, pontuou o presidente da Subseção, Thallio Rosado. 

“Hoje aqui em São Bento estamos diante de um caso flagrante, um cidadão ofertando serviços advocatícios, dentre eles: resgate de ICMS da conta de luz e correção do saldo da conta do FGTS, e de forma mais gravosa ainda, cobra R$ 100 para dar entrada no processo. Isso é um absurdo e lesa as pessoas menos esclarecidas”, disse Thallio. 

Além do presidente Thallio Rosado e policiais militares, também participaram do ato advogados de São Bento e Catolé do Rocha, entre eles o conselheiro estadual da OAB-PB, o advogado Josué Junior. Para o conselheiro, “o ato é importante, pois serve de alerta aos que insistem em cometer esse crime em São Bento, adverte ainda que tais ações vão continuar não só em São Bento, mas em toda região”. 

“Não podemos deixar que pessoas inescrupulosas ludibriem pessoas humildes, prometendo serviços sem ser advogado ou prometendo resultados e vantagens que não podem ser prometidas. Vamos combater esse tipo de prática e se tiver que cortar na própria carne, punindo advogados, vamos cortar”, disse o Conselheiro Estadual da OAB-PB.