23/05/2018
A Filosofia e Literatura: a humanização do Direito, da Advocacia e da Justiça

 
 

 

Por Thélio Queiroz Farias

A Ordem dos Advogados do Brasil - Seção da Paraíba, por meio da Comissão de Estudos de Filosofia e Literatura no Direito, pretende aprofundar, entre os advogados paraibanos, os estudos e pesquisas sobre o Direito, Literatura e Filosofia. A literatura e a filosofia estão presentes em todos os atos da vida cotidiana, em todas as ações do ser humano.

O Direito também é interligado com a vida e, portanto, não pode ser imune à literatura e à filosofia. A partir do ano de 2008, passou a ser exibido pela Tv Justiça, o programa "Direito e Literatura", sob o comando do jurista Lênio Luiz Streck, bem como se multiplicaram palestras e congressos sobre o tema. No momento da história do país que se aplicam fórmulas midiáticas no lugar de fórmulas jurídicas e humanas, a literatura e a filosofia se apresentam como o bom caminho para o estudo aprofundado do Direito como ciência e sua utilização no dia a dia da advocacia.

Nada mais jurídico, por exemplo, do que a passagem do clássico GrandeSertão Veredas, de Guimarães Rosa, no tocante ao julgamento de Zé Bebelo, jagunço inimigo colocado no banco dos réus, acusado por Joca Ramiro, pai da célebre Diadorim. O réu lembra: "Porque acusação tem de ser em sensatas palavras".

O defensor de jagunço-réu, Riobaldo, que age como advogado, começa sua defesa interrompendo a acusação e falando: "Quem sabe direito o que uma pessoa é? Antes sendo: julgamento é sempre defeituoso, porque o que a gente julga é o passado... Lei é lei? Loas! Quem julga já morreu. Viver é muito perigoso".

N'outro clássico da literatura, o Auto da Comparecida, do conterrâneo Ariano Suassuna, é Nossa Senhora, a "Comparecida", que usa a beca da advocacia para defender o irreverente João Grilo, no Tribunal que Jesus é o juiz e o diabo o Ministério Público: "É verdade que não era dos melhores, mas você precisa levar em conta a língua do mundo e o modo de acusar do diabo...
Já com esses dois a acusação é pelo outro lado. É verdade que eles praticaram atos vergonhosos, mas é preciso levar em conta a pobre e triste condição do homem. A carne implica todas essas coisas turvas e mesquinhas. Quase tudo o que eles faziam era por medo. Eu conheço isso, porque convivi com os homens: começam com medo, coitados, e terminam por fazer o que não presta, quase sem querer. É medo.

"Quando parece que o julgamento vai encaminhando para uma conciliação, João Grilo chama sua advogada, a "Compadecida", para uma conserva reservada, e diz: "Para o purgatório? Não, não faça isso assim não.. Não repare eu dizer isso mas é que o diabo é muito negociante e com esse povo a gente pede o mais para impressionar. A senhora pede o céu, porque aí o acordo fica mais fácil a respeito do purgatório".

Ao final, a defesa obtém sucesso e João Grilo, que queria o céu, pôde voltar a viver, reconhecendo a brilhante atuação de sua advogada ajoelhando-se perante Nossa Senhora e beijando-lhe a mão, afirmando ainda: "Com Deus e com Nossa Senhora, que foi quem me valeu. Até à vista, grande advogada. Não me deixe de mão não, estou decidido a tomar jeito, mas a senhora sabe que a carne é fraca".

A análise da condição humana, essencial na constatação do dolo, da má-fé, da intenção, da fraude, da vontade na assinatura dos contratos, são características da literatura e da filosofia. O saudoso mestre José de Farias Tavares, em suas aulas na Universidade Estadual da Paraíba, fazia questão de repetir aos seus alunos, que "quem só sabe Direito, não sabe direito...". A intenção da Comissão de Estudos de Filosofia e Literatura no Direito da OAB/PB é levar essa discussão do Direito & Literatura e do Direito & Filosofia, ou tudo junto e misturado, para todas as subseções paraibanas, findando por tentar incentivar a junção dessas ciências, que torna a advocacia e a justiça mais humanas e, por consequência, mais justa.

Por fim, a Comissão pretende, com o aprimoramento das discussões e debates, publicar um livro específico sobre os temas "Filosofia, Literatura, Direito e Advocacia", com várias contribuições de advogados paraibanos, além de tentar realizar um simpósio sobre o tema em uma das cidades paraibanas. Esse é nosso caminhar, ao qual estamos aberto a todos os tipos de contribuições.
Presidente da Comissão de Estudos de Filosofia e Literatura no Direito da OAB-PB

 

      Veja outras notícias:


 

  • Lanamento Observatrio de Candidaturas Femininas
    Lançamento Observatório de Candidaturas Femininas
  • ALPB homenageia Paulo Maia e Joo de Deus com Medalha e Ttulo de Cidado Paraibano
    ALPB homenageia Paulo Maia e João de Deus com Medalha e Título de Cidadão Paraibano
  • Concesso da Medalha de Mrito Jurdico ao presidente da OAB-PB, Paulo Maia
    Concessão da Medalha de Mérito Jurídico ao presidente da OAB-PB, Paulo Maia
  • Concesso da Medalha de Mrito Jurdico ao presidente da OAB-PB, Paulo Maia - Parte 2
    Concessão da Medalha de Mérito Jurídico ao presidente da OAB-PB, Paulo Maia - Parte 2
  • Concesso da Medalha de Mrito Jurdico ao presidente da OAB-PB, Paulo Maia - Parte 3
    Concessão da Medalha de Mérito Jurídico ao presidente da OAB-PB, Paulo Maia - Parte 3
  • Concesso de Ttulo de Cidado Paraibano ao vice-presidente da OAB-PB, Joo de Deus
    Concessão de Título de Cidadão Paraibano ao vice-presidente da OAB-PB, João de Deus
 

 

   
 



MAIS LIDAS

 

OAB-PB criará Central Digital para pagamento de alvarás judiciais e RPVs

 

Coronavírus: OAB-PB lança Central Digital de Alvarás e disponibiliza serviço a partir da próxima segunda

 

CAA-PB inicia campanha gratuita de vacinação contra gripe para advogados em abril

 

OAB-PB baixa resolução que facilita sociedade de advogados e reduz taxas durante pandemia do coronavírus

 

Caixa de Assistência concederá auxílio financeiro a advogados que contraírem coronavírus

 

INFORMATIVOS OAB-PB

 

 

Receba nossos informativos no seu e-mail.

 

 

 
 
 

OAB-PB
Diretoria
Conselho Seccional e CCA
Comissões
Ouvidoria Geral da OAB-PB
Subseções
Câmaras
Tribunal de Ética

SERVIÇOS
Central de Currículos

Documentos para inscrição
Eleições
Exame da Ordem
Legislação

 

 
Pagamento de Anuidade
Resoluções
Requerimento de Certidão
Portal da Transparência
Tabela de Honorários
Convênios
Acesso ao Webmail

ENDEREÇO
Rua Rodrigues de Aquino, 37
CEP: 58013-030
Centro - João Pessoa - PB

TELEFONES
(83) 2107-5200
(83) 2107-5219
(83) 2107-5205 (FAX)