08/06/2016
Comandada por paraibano, Comissão Nacional avalia mudanças no Exame de Ordem da OAB

 
 

 

Coordenação Nacional do Exame da Ordem avalia aprimoramento da prova

O presidente da Comissão Nacional do Exame de Ordem, advogado Rogério Varela, participou da primeira reunião da Coordenação Nacional do Exame de Ordem, coordenada pelo advogado alagoano Felipe Sarmento. A reunião ocorreu em Brasília e foram debatidas propostas para o aprimoramento do referido exame
Uma das decisões já tomadas desde o I Fórum Nacional do Exame de Ordem foi a da não indicação da peça prática na prova elaborada pela Fundação Getúlio Vargas.

Prova contextualizada

Segundo Varela, o exame tem sempre a evoluir, de forma a conseguir identificar q as necessidades da sociedade no que tange ao profissional do curso de direito. O intuito é que as provas sejam cada vez mais contextualizadas, com viés mais pragmático. Nesse ano específico, por exemplo, o olhar estará mais voltado à reformulação do Código de Processo Civil.
Um Fórum de Presidentes de Comissões estaduais de Exames de Ordem foi criado e já se reuniu pela primeira vez em Brasília há cerca de dez dias, para democraticamente junto às bases, discutir o que é necessário ser mantido ou melhorado e fazer uma análise constante dos critérios de avaliação, como extensão, tempo e conteúdo.

Nível de ensino e percentual de EAD

Para Varela, a Comissão Nacional do Exame de Ordem, presidida por ele, deve andar de mãos dadas com outra, Nacional de Educação Jurídica, para exigir cada vez mais a melhoria do ensino jurídico das faculdades no sentido de que as pessoas sejam lançadas no mercado, aptas a fazer exame de ordem com condições mínimas de aprovação.
Ele reconheceu o crescimento do ensino à distância, através de cursos de pós-graduação ou específicos de capacitação e revelou uma certa tendência junto ao MEC , de expansão das próprias universidades tradicionais, que hoje estão autorizadas a ofertar 20% de seus cursos através do EAD.

"Existe um projeto em tramitação no MEC para que esse percentual seja elevado até 50%. A OAB tem sido consultada a esse respeito e por enquanto entende que a manutenção dos 20% já é suficiente para seja atendida a necessidade de uma boa qualidade de ensino, conforme parecer contrário emitido pelo Pleno da Ordem. É algo que tem sua dinâmica e verificaremos ao longo dos anos se precisa ou não ocorrer", concluiu.

 

      Veja outras notícias:


 

  • Assinatura Contrato de Construo da ESCOLA SUPERIOR DE ADVOCACIA em Campina Grande
    Assinatura Contrato de Construção da ESCOLA SUPERIOR DE ADVOCACIA em Campina Grande
  • Innovate OAB-PB
    Innovate OAB-PB
  • Blitz das Prerrogativas
    Blitz das Prerrogativas
  • Dia Mundial do Consumidor
    Dia Mundial do Consumidor
  • Evento de Direito da Moda da OAB-PB
    Evento de Direito da Moda da OAB-PB
  • Solenidade de entrega de carteiras - 01.03.2018
    Solenidade de entrega de carteiras - 01.03.2018
 

 

   
 



MAIS LIDAS

 

Em nota, presidentes de Seccionais da OAB repudiam discriminação ao povo nordestino

 

Nova ESA divulga edital para selecionar advogados para atuarem como professores

 

Nova ESA lançará edital para selecionar advogados que desejam atuar como professores

 

OAB-PB aprova voto de repúdio e pede que Estado afaste agente que agrediu advogado na Central de Polícia de JP

 

Edital define regras e data para eleições da OAB-PB; confira

 

INFORMATIVOS OAB-PB

 

 

Receba nossos informativos no seu e-mail.

 

 

 
 
 

OAB-PB
Diretoria
Conselho Seccional e CCA
Comissões
Ouvidoria Geral da OAB-PB
Subseções
Câmaras
Tribunal de Ética

SERVIÇOS
Central de Currículos

Documentos para inscrição
Eleições
Exame da Ordem
Legislação

 

 
Pagamento de Anuidade
Resoluções
Requerimento de Certidão
Portal da Transparência
Tabela de Honorários
Convênios
Acesso ao Webmail

ENDEREÇO
Rua Rodrigues de Aquino, 37
CEP: 58013-030
Centro - João Pessoa - PB

TELEFONES
(83) 2107-5200
(83) 2107-5219
(83) 2107-5205 (FAX)